Press "Enter" to skip to content

Quando a Europa e a Nova Zelândia eram países tropicais

Regiões de latitude média experimentaram um clima tropical no passado, com temperaturas bem acima do estimado anteriormente, apontou estudo de um grupo internacional de cientistas.

Entre 56 e 48 milhões de anos atrás, durante o período conhecido como Paleogeno, as concentrações atmosféricas de dióxido de carbono – CO2 – eram de aproximadamente 1.000 partes por milhão – ppm. Sob essas condições, o sistema climático se encontrava em uma fase de estufa, com temperatura mais elevadas.

Para se ter uma idéia, estima-se que no início do atual período interglacial, as concentrações eram de cerca de 260 ppm. Elas subiram para 280 ppm antes da era industrial. Em junho desse ano, em função das emissões das atividades humanas, a concentração média de CO2 atmosférico havia alcançado 410 ppm.

O cenário mais pessimista do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas – IPCC, na sigla em inglês – projeta que as concentrações se elevarão para mais de 900 ppm até 2100. Nesse cenário, as altas taxas anuais de emissões de gases de efeito estufa se manteriam inalteradas.

Registros paleoclimáticos do Paleogeno indicavam altas temperaturas das águas superficiais do oceano. Mas reconstruções elaboradas por modelos climáticos estimavam temperaturas mais baixas para a temperatura nos continentes. A diferença entre os ambientes marinho e terrestre permanecia sem uma explicação.

A fim de estudar a temperatura terrestre, o estudo analisou quimicamente fósseis de microorganismos em turfa antiga. As informações obtidas a partir dos fósseis permitiu aos cientistas estimarem a temperatura terrestre experimentada pelos microorganismos quando estavam vivos, durante o Paleogeno.

Segundo o estudo, as informações dos fósseis sugerem que a Europa Ocidental e a Nova Zelândia experimentaram temperaturas médias anuais entre 23°C e 29°C. O resultado ficou entre 5°C e 10°C mais alto do que as estimativas anteriores.

Isso significa que essas regiões apresentavam um clima bastante diferente do atual. Localizadas em zonas temperadas de média latitude, as temperaturas médias anuais registradas na Europa Ocidental e na Nova Zelândia atualmente são entre 10°C e 15°C.

Nesse sentido, o cenário de altas emissões do IPCC implicaria em profundas alterações na temperatura das latitudes médias. Mas os impactos poderiam incluir também condições mais áridas e eventos extremos, alertaram os cientistas.

Fonte: Universidade de Bristol
Imagem: Unsplash/ Annie M

%d blogueiros gostam disto: