Press "Enter" to skip to content

O reinado dos combustíveis fósseis

As fontes renováveis de energia estão passando por uma revolução nos preços e na implementação de capacidade instalada. Mas a base energética mundial continua sendo os combustíveis fósseis, afirma artigo da revista Nature.

O aquecimento global não está sendo mitigado. De um modo geral, os países não tem honrado os compromissos assumidos no âmbito do acordo climático de Paris. Segundo o artigo da Nature, o mundo está na trajetória de um aquecimento superior a 3°C acima dos níveis pré-industrias até 2100.

Registra-se, no entanto, melhorias significativas da energia renovável. Na última década, devido a avanços tecnológicos e economia de escala, os preços da energia solar e eólica caíram dramaticamente. Por sua vez, o setor de transporte acompanhou o surgimento de veículos elétricos, movidos por baterias de íons de lítio.

Tanto os Estados Unidos quanto a China constituem exemplos do crescimento das renováveis na geração de energia. No primeiro país, em 2017 mais da metade da capacidade adicional instalada foi de energia renovável. Na China, as fontes alternativas ajudaram a diminuir o consumo de carvão, reduzindo as emissões de gases de efeito estufa.

Contudo, a influência das energias renováveis na redução das emissões pela geração elétrica ainda é muito pequena. Novamente, Estados Unidos e China ilustram essa realidade. Em ambos os países, a diminuição das emissões do setor energético veio das fontes baseadas em combustíveis fósseis. Na China, pelo incremento da eficiência das usinas à carvão. Nos Estados Unidos, pela expansão do gás de xisto.

O crescimento econômico mundial continua atrelado aos combustíveis fósseis. Eles ainda representam uma forma relativamente barata e fácil de gerar energia. Mas o artigo aponta para a possibilidade de avanços substanciais das fontes renováveis no futuro.

É o caso da energia solar. Atualmente, dependendo da localização, o custo é o mesmo de fontes à carvão. Há projeções de que a tendência de barateamento do preço continuará. E também dos carros elétricos, previstos para ficarem mais baratos do que os automóveis convencionais.

As tendências de mercado podem ser moldadas e aceleradas através de políticas energéticas. Muitos países começam a estabelecer regulamentações para o setor de energia e de transporte. O tipo de transformação necessária para atingir as metas do acordo de Paris exigirá políticas bem mais audaciosas.

Apesar do vertiginoso crescimento das energias renováveis, a sua escala ainda é extremamente modesta. O contexto mundial de produção de energia permanece concentrado no uso do carvão, do gás natural e do petróleo. O papel das fontes renováveis é pouco relevante e complementar.

Como lembra o artigo da Nature, é urgente reduzir as emissões de gases de efeito estufa. A urgência, contudo, está restrita à teoria. Na prática, o reinado dos combustíveis fósseis continua inalterado. 

Fonte: Nature
Imagem: 

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: