Press "Enter" to skip to content

Mudanças em tempestades ameaçam a pesca

Alterações na frequência e intensidade de tempestades em regiões costeiras, devido ao aquecimento global, podem ter impactos severos sobre a atividade da pesca, sustenta estudo de um grupo de pesquisadores do Reino Unido. Tanto o sustento de pescadores quanto a viabilidade da indústria pesqueira pode ser colocada em risco.

A pesca constitui uma das principais fontes de alimento da população mundial. Mais de 3 bilhões de pessoas obtém cerca de 20% da proteína animal ingerida da pesca. O setor emprega quase 40 milhões de pescadores.

O estudo se baseou na revisão de pesquisas anteriores e na projeção, através de modelos climáticos, de alterações futuras nas tempestades ao longo dos próximos dois séculos.

Tempestades representam uma ameaça à segurança dos pescadores. Elas causam prejuízos econômicos, pois, entre outras coisas, não permitem que os barcos saiam e danificam as fazendas marinhas.

Segundo os pesquisadores, as tempestades também tem o potencial de impactar as comunidades de peixes. Podem causar o deslocamento temporário ou permanente de espécies, interromper a dispersão das larvas de peixes ou destruir habitats marinhos.

As projeções mostraram, nos próximos 200 anos, um aumento na frequência e intensidade de tempestades na região leste do Atlântico Norte. Incluiria as regiões costeiras da França, Irlanda e Reino Unido.

A parte oriental do Mar da China experimentaria maior quantidade de ciclones tropicais, enquanto que no Mar da Arábia, a quantidade de tempestades pós-monção subiria.

Os impactos causados pelas tempestades irão se somar àqueles do aquecimento da água, que gradualmente modifica a distribuição das espécies marinha nos oceanos.

As mudanças nas tempestades pode ser uma séria ameaça para a prática da pesca. Os pesquisadores alertaram para a urgência de estudos mais detalhados, abrangendo projeções e análises de impactos regionais.

Fonte: Universidade de Exeter
Imagem: Unsplash/ Lance Anderson

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: