Grandes mudanças ambientais do planeta

Fig. 3

A história da Terra é marcada por grandes mudanças ambientais causadas por um conjunto de fatores.  Entre eles se incluem alterações na radiação solar, as variações da órbita terrestre, e a inclinação e a precessão do eixo do planeta. Um outro fator tem atraído intensa pesquisa científica, observando-se grandes avanços no conhecimento de seus impactos sobre o ambiente terrestre: as grandes províncias ígneas.

As grandes províncias ígneas são eventos de erupção de magma em grandes volumes – entre 0,1 e 1 milhão de quilômetros cúbicos -, caracterizados por múltiplos pulsos de produção de magma ao longo de milhares de anos. A duração total desses eventos é menor do que 5 milhões de anos. Pode parecer muito, mas na história geológica do planeta, as grandes províncias ígneas são consideradas fenômenos geológicos de curta duração.

De acordo com artigo revisando a literatura a respeito do tema, está se tornando cada vez mais evidente o vínculo entre as grandes províncias ígneas e mudanças climáticas globais abruptas. Em vários momentos da história geológica do planeta, esses eventos funcionarm como catalisadores de episódios de colapso e extinção massiva de fauna e flora (as barras cinzas do gráfico acima mostram os episódios de extinção. Acima de cada barra, uma letra com a indicação à qual grande província ígnea o episódio estaria associado).

Deve-se registrar que há outros fatores igualmente importantes para a ocorrência de episódios das grandes extinções. O que o artigo enfatiza é o grande avanço no entendimento científico de como as grandes províncias ígneas provocaram profundas mudanças biológicas no planeta. Elas podem causar mudanças climáticas, seja no sentido do aquecimento global por meio da emissão de gases de efeito estufa, seja no sentido do esfriamento global através da emissão de óxido de enxofre – SO2 – ou pela intesificação do sequestro de carbono por intemperismo (decomposição química de rochas como basalto).

Evidências mostram a interferência das grandes províncias ígneas sobre os oceanos, alterando significavamente a quantidade de oxigênio, a acidificação da água, e o nível do mar. Elas também seriam fontes de emissão de metais tóxicos para o ambiente, e impactariam na disponibilidade de nutrientes essencias à reprodução da vida.

Apesar do potencial de influenciar ou mesmo induzir dramáticas mudanças ambientais e climáticas, as consequências de cada evento de grande província ígnea estiveram vinculados às características particulares de cada um. No contexto atual das mudanças climáticas, eles representam um bom exemplo de drásticas alterações ambientais. Com uma importante diferença: tiveram duração de milhares de anos, enquanto as mudanças de agora acontecem em ao longo de décadas.

Mais informações: How Large Igneous Provinces affect global climate, sometimes cause mass extinctions, and represent natural markers in the geological record
Gráfico:
Figura 3 do artigo – Correlação entre eventos de grandes províncias ígneas e eventos de extinções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *