A maré do aquecimento global

Mares.png

Uma das consequências do aquecimento global é o aumento do nível do mar. Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, IPCC na sigla em inglês, entre 1901 e 2010 foi registrado um aumento médio do nível do mar de 0,19 m, correspondendo a 1,7 mm por ano. O ritmo tem se acelerado nas últimas décadas, sendo que o aumento observado no período entre 1993 e 2010 foi de 3,2 mm por ano. As projeções de modelos climáticos sugerem para 2100 um crescimento do nível do mar entre 0,26 e 0,98 m em relação aos níveis do período 1986-2005, dependendo do cenário de aquecimento global.

Essa alteração do nível médio do mar poderá influenciar as marés, especialmente importantes em episódios de cheias nas áreas costeiras. Esse tema tem sido pouco explorado pela literatura científica, além de envolver um grande conjunto de outros fatores além do nível do mar. Mas isso não desanimou um time de cientistas do Reino Unido e da Holanda, que se lançaram na tarefa de reproduzir em um modelo computacional a evolução das marés em um contexto de aumento do nível do mar.

Os resultados do estudo indicaram que o aumento no nível do mar poderá alterar significativamente as marés ao redor do planeta, mostrando grande variação espacial. As respostas mais significativas, no entanto, foram observadas na costa leste do continente americano, no noroeste da Europa, na costa norte da Rússia e em toda a Ásia e Australásia.

Entre os aspectos sob a influência do aumento do nível do mar, incluem-se a amplitude das marés, o nível médio e o nível máximo da maré cheia – observando-se variações positivas ou negativas. Os mapas acima mostram as alterações no nível médio das marés para simulações do aumento do nível do mar em 2 m (no painel de cima, causado pela perda de massa da Groenlândia; no de baixo, pelo oeste da Antártica. A cor vermelha mostra aumento e a azul, redução).

Os cientistas sugerem que a gestão de áreas costeiras deve incluir, além de alterações no nível do mar, também modificações no nível médio das marés. Ressaltam que as práticas de gestão costeira podem interferir no sinal da amplitude da maré, reforçando-a ou reduzindo-a. Dessa forma, para cada condição local, sugerem estudar duas estratégias: a recessão da ocupação humana da área costeira afetada, ou a intervenção por meio da construção de diques.

Mais informações: The impact of future sea-level rise on the global tides
Mapa: Figura 6 do estudo – Mudança no nível médio das marés (m) para um aumento médio não uniforme de 2 m no nível do mar