Press "Enter" to skip to content

Monções da Ásia perderam força

A força da monção asiática, o regime de chuvas de verão de países da região, diminuiu nos últimos 80 anos. É o oposto do que se esperava acontecer, tendo em vista o aquecimento global. A descoberta foi realizada por estudo de um time internacional de cientistas.

A origem da monção asiática é o contraste térmico entre o oceano e o continente. O contraste se forma em função da radiação solar, que varia durante as estações do ano. No verão, ela provoca chuvas fortes e concentradas, fundamentais para agricultura e a indústria de países como a China e a Mongólia.

Vários fatores influenciam a força das monções, entre os quais a insolação, as erupções vulcânicas e os aerossóis emitidos por atividades humanas. Segundo o estudo, pesquisas anteriores haviam detectado uma diminuição na força da monção asiática desde por volta de 1970.

Ao mesmo tempo, a região experimentou um crescimento na concentração de aerossóis, particularmente no noroeste da China, ao longo das últimas décadas. Os cientistas procuraram investigar se as alterações na monção estariam associadas à variabilidade natural, ou se poderiam ser atribuídas ao aumento dos aerossóis.

Para tanto, eles coletaram anéis de árvores no norte da China. Os anéis registram as taxas anuais de crescimento das árvores, o que está associado à secas e chuvas sazonais, permitindo assim a reconstrução das condições ambientais regionais nos últimos 450 anos.

Gráfico de reconstrução da monção asiática
O gráfico superior mostra a reconstrução das chuvas da monção asiática nos últimos 450 anos. O gráfico inferior apresenta a mesma tendência, aplicando-se uma média de 8 anos. Fonte: figura 4 do estudo.

Os resultados indicaram que a monção asiática começou a enfraquecer a partir da década de 1940. E o enfraquecimento foi sem precedentes, se comparado com os últimos 450 anos. Antes de 1940, os períodos de seca tendiam a ser intermitentes e mais curtos em duração.

A queda coincidiu com o desenvolvimento industrial chinês, iniciado após o fim da Segunda Guerra Mundial. Junto com ele, cresceu a poluição atmosférica industrial, elevando a concentração de aerossóis na atmosfera. Através de simulações de um modelo climático, os aerossóis se mostraram o mais provável fator responsável pelo declínio da força das monções.

Com isso, o estudo mostrou que o aumento dos aerossóis mais do que compensou a influência do aquecimento global sobre os padrões da monção asiática. Em vez de se intensificar por causa do aquecimento, ela perdeu força sob a influência da poluição.

Mais informações: Liu, Yu, et al. “Anthropogenic aerosols cause recent pronounced weakening of Asian Summer Monsoon relative to last four centuries.” Geophysical Research Letters.
Imagem: adaptado da figura 1 do estudo – mapa com ilustração da monção asiática

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: