Press "Enter" to skip to content

Mapa de alteração do uso da terra nas Américas

Pesquisadores de uma universidade dos Estados Unidos elaboraram um mapa mundial, retratando as alterações no uso da terra ocorridas entre 1992 e 2015. O mapa acima apresenta os resultados do estudo para o continente americano.

Para identificar as transformações que as sociedades humanas realizaram na superfície terrestre, foram utilizadas imagens de satélite de alta resolução da Agência Espacial Européia.

Ao longo do período analisado, aproximadamente 22% da superfície habitável da Terra sofreu algum tipo de alteração de origem humana. Em grande parte, a conversão de ambientes vegetais em áreas agrícolas.

Na América do Sul, o destaque é a perda da cobertura florestal. Fica nítido no mapa o denominado arco do desmatamento na Amazônia. Mas todas as regiões do mundo apresentaram algum tipo de alteração do ambiente natural.

O monitoramento por satélite da Agência Espacial Européia tem por objetivo avaliar as alterações na superfície terrestre no contexto das mudanças climáticas. As modificações na superfície fazem o albedo – a fração de luz solar refletida de volta ao espaço – aumentar ou diminuir. Isso altera a quantidade de energia absorvida.

Além disso, a degradação dos ecossistemas interfere no sequestro e no armazenamento de carbono, liberando para o ar gases de efeito estufa. O resultado é a elevação da concentração atmosférica desses gases.

O crescimento econômico e a elevação dos padrões de consumo significam que a pressão sobre os recursos naturais deverá continuar. O uso e ocupação dos solos pelas atividades humanas irá alterar ainda mais a superfície terrestre.

Fonte e mapa: Universidade de Cincinnati

%d blogueiros gostam disto: