Press "Enter" to skip to content

Imagem do pinguim imperador, na Antártica

Os efeitos do aquecimento global se fazem sentir sobre o pinguim imperador. Localizada na baía de Halley, Antártica, a segunda maior colônia dessa espécie de pinguim entrou em colapso nos últimos três anos, identificou estudo de pesquisadores do Reino Unido.

Estimativas sugeriam que a colônia abrangia entre 14.000 e 20.000 pares de pinguim imperador, representando de 6,5% a 8,5% da população global total. Ela se formava sobre uma plataforma de gelo, utilizada pelas aves como local de reprodução e criação dos filhotes.

Não haviam registros de falhas na reprodução até o ano de 2015. A partir daí, a colônia da baía de Halley experimentou um declínio catastrófico no sucesso reprodutivo dos pinguins. Analisando imagens de satélite entre 2009 e 2018, os pesquisadores quantificaram a alteração da população.

Assim como em todas as demais colônias de pinguim imperial, aquela localizada na baía de Halley mostrava grande variabilidade no sucesso reprodutivo entre um ano e outro. Contudo, após um período tempestuoso em setembro de 2015 – associado à ocorrência de um intenso El Niño -, verificou-se uma quebra antecipada da plataforma de gelo no qual ficava a colônia.

Desde então, as condições locais não se recuperaram, levando ao colapso sem precedentes da população de penguins da colônia. Nos três últimos anos ocorreu uma falha quase total da reprodução. De uma população na casa dos milhares, em 2018 ela tinha diminuído para algumas centenas de aves.

Por outro lado, uma colônia vizinha, a aproximadamente 55 quilômetros ao sul, apresentou no mesmo período um crescimento de mais de dez vezes na quantidade de penguins. Os pesquisadores indicaram que o aumento se devia à migração de penguins que antes compunham a colônia da baía de Halley.

Em um mundo em aquecimento, é imprescindível entender melhor a interação entre as plataformas de gelo, os ventos e o oceano antártico. Com isso, investigar os potenciais impactos sobre as colônias de pinguim imperador.

Nas próximas décadas, a espécie pode ter a sobrevivência ameaçada por causa das mudanças em curso.

Mais informações: Fretwell, P.T. and Trathan, P.N., 2019. Emperors on thin ice: three years of breeding failure at Halley BayAntarctic Science, pp.1-6.
Imagem: Pixabay

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: