Press "Enter" to skip to content

Imagem do antílope saiga, da Eurasia

A saiga é uma espécie de antílope – de nome científico Saiga tatarica tatarica – criticamente ameaçada de extinção. Ela habita as estepes da Eurásia, abrangendo desde a Mongólia até o sul da Rússia e o leste europeu.

Em 2015, ao longo de várias centenas de quilômetros perto da planície de Torgai, no centro do Cazaquistão, pesquisadores registraram um evento de mortandade em massa. Mais de 200.000 saigas morreram em somente 3 semanas.

A causa havia sido um doença de proporções catastróficas. A doença se alastrou durante o mês de maio. Como resultado das mortes dos animais, em junho a população global da espécie tinha caído cerca de 62%.

A epidemia foi classificada como um evento de mortalidade em massa. Segundo o estudo, tais eventos se caracterizam por uma larga redução de populações de animais em um curto espaço de tempo. Todos os estágios do ciclo de vida podem sofrer impactos.

Em geral, a mortalidade em massa resulta de um conjunto de fatores, atuando isoladamente ou em conjunção. Por exemplo, infecções contagiosas, toxinas, eventos climáticos e pressões originadas de atividades humanas.

Eventos de mortalidade em massa de saigas foram registrados recentemente. A espécie parece mostrar uma vulnerabilidade para esse tipo de evento. O motivo estaria na combinação do ciclo de vida dos animais com o clima continental severo da região.

Todavia, eventos anteriores não se comparavam à extrema magnitude da mortandade observada em 2015. Através de exames, os pesquisadores confirmaram que a doença foi provocada por septicemia hemorrágica causada por uma bactéria. Condições anormalmente quentes e úmidas estiveram ligadas à incidência da doença.

O modo como as condições climáticas estiveram associadas à infecção bacteriana ainda permanece um mistério, ressaltou o estudo. No entanto, em função do aquecimento global, evidência indicam mudanças climáticas recentes. E projeções sugerem um futuro mais quente e úmido.

O estudo alertou para a urgência em adaptar o manejo da espécie. Além de naturalmente vulnerável à doenças, a caça e as alterações do clima tornam a saiga ainda mais ameaçada.

Mais informações: Kock, Richard A., et al. “Saigas on the brink: Multidisciplinary analysis of the factors influencing mass mortality events.” Science Advances 4.1 (2018): eaao2314.
Imagem: Wikipedia

%d blogueiros gostam disto: