Press "Enter" to skip to content

Imagem de Okjökull, a geleira que desapareceu

Uma das baixas causadas pelo aquecimento global aconteceu na Islândia. A geleira de Okjökull foi declarada extinta em 2014. Os islandenses marcaram o fato através da instalação de uma placa no local, com uma mensagem para as gerações futuras.

Estima-se que em 1901 a geleira se estendia por aproximadamente 38 km²quilômetros. Mas em resposta ao aquecimento global, ela começou a se retrair. Em 1978, a área ocupada havia diminuído para cerca de 3 km². Atualmente, o gelo cobre menos de 1 km², está mais fino e perdeu a capacidade de se movimentar.

Devido à essas dramáticas modificação, Okjökull perdeu o status de geleira em 2014. As imagens de satélite acima mostram os momentos finais da retração da massa de gelo, entre setembro de 1986 – à esquerda – e agosto de 2019 – à direita.

Placa Okjökull geleira que desapareceu na Islândia
Placa instalada no local onde ficava a geleira. Fonte: Universidade de Rice.

A placa instalada no local onde antes ficava a geleira traz uma carta endereçada a um leitor no futuro. Nela se lê o seguinte: “Ok é a primeira geleira da Islândia a perder o status de geleira. Nos próximos 200 anos, espera-se que todas as nossas geleiras sigam o mesmo caminho. [Este] é um reconhecimento de que sabemos o que está acontecendo e o que precisa ser feito. Só você saberá se agimos.” 

Além do mês e ano, a placa traz também o nível atual das concentrações atmosféricas de dióxido de carbono – CO2 -, de 415 partes por milhão – ppm. O CO2 constitui um dos principais gases de efeito estufa.

O vídeo a seguir (em inglês), produzido pelo Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos – USGS -, apresenta uma síntese do processo de derretimento de Okjökull.

Fonte: NASA
Imagem: adaptado de NASA Earth Observatory/ Joshua Stevens

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: