Press "Enter" to skip to content

Ilustração do orçamento de carbono

A fim de limitar o aquecimento global, deve-se reduzir significativamente as emissões humanas de gases de efeito estufa. O acordo climático de Paris estabeleceu a meta de limitar o aquecimento a bem abaixo de 2°C até 2100, com esforços para que fique em 1,5°C.

Considerando as concentrações atmosféricas atuais de dióxido de carbono – CO2 -, qual a quantidade adicional do gás que poderia ser emitida sem que as metas sejam ultrapassadas?

Denomina-se orçamento de carbono para a estimativa da quantidade adicional de CO2 que pode ser emitida sem que as metas sejam ultrapassadas. A ilustração acima traz uma estimativa do orçamento de carbono compatíveis com as metas de 1,5°C e 2°C.

A área de cada uma das caixas foi definida proporcionalmente ao orçamento do total de emissões acumuladas entre 2011 e 2100, para o cenário de 50% de chance de limitação do aquecimento global a 2°C (azul escuro, à esquerda), o cenário de 66% de chance de limitação do aquecimento global a 2°C (azul claro), e o cenário de 50% de chance de limitação do aquecimento global a 1,5°C (verde).

A caixa vermelha traz a estimativa das emissões acumuladas entre 2011 e 2016. Significa que parte do orçamento de carbono disponível já foi consumido nos últimos cinco anos.

À direita, as três diferentes estimativas de orçamento de carbono são comparadas. É possível notar que quase a totalidade do orçamento do cenário de 1,5°C havia sido consumida até 2016. Se o mundo continuar no mesmo ritmo, ficará cada vez mais difícil atingir as metas de limitação do aquecimento.

Fonte: Demand-side approaches for limiting global warming to 1.5 °C
Ilustração: adaptado da figura 1 do estudo

%d blogueiros gostam disto: