Press "Enter" to skip to content

Gráfico de desenvolvimento social e sustentabilidade

O gráfico acima traz uma análise de 105 países, indicados pelos diferentes círculos. A escala vertical mostra a quantidade de objetivos sociais – que traduzem necessidades sociais básicas – alcançados por cada um dos países. Entre os objetivos sociais, incluem-se, por exemplo, saneamento e expectativa de vida.

A escala horizontal indica os limites biofísicos do meio ambiente. Eles abordam questões como a emissão de gases de efeito estufa, a alteração no uso e ocupação dos solos, os ciclos de nitrogênio e de fósforo. Ultrapassar esses limites causa impactos ambientais que, em longo prazo, podem ter efeitos severos.

O gráfico apresenta quantos limites biofísicos ambientais são ultrapassados pelos países. É possível verificar que, em geral, países ricos – concentrados no alto à direita – atingem os objetivos sociais às custas de um uso excessivo de recursos naturais. Os países pobres, por sua vez, alcançam poucos objetivos sociais, e provocam pouca degradação ambiental.

Resultado de estudo de pesquisadores da Alemanha e do Reino Unido, o gráfico ilustra o fato de que nenhum país do mundo atende as necessidade sociais básicas de seus cidadãos de forma sustentável.

O estudo adotou um conjunto de 11 indicadores sociais, idealizados como forma de medir um desenvolvimento “seguro e justo”. Também foi quantificado o uso de recursos naturais pelos países avaliados. Para tanto, os pesquisadores consideraram 7 processos ambientais críticos para a saúde do planeta.

Os pesquisadores concluíram que necessidades básicas como nutrição, saneamento, acesso à eletricidade e a eliminação da pobreza extrema poderiam ser alcançadas em todos os países sem transgredir as limites ambientais.

No entanto, metas sociais mais qualitativas, como o ensino secundário ou a alta satisfação com a vida, exigiriam um uso de recursos naturais de 2 a 6 vezes superior ao nível considerado sustentável.

Mais informações: A good life for all within planetary boundaries
Gráfico: figura 2 do estudo

%d blogueiros gostam disto: