Press "Enter" to skip to content

Gráfico da retração das geleiras da Colômbia

Produzido pelo Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais da Colômbia – IDEAM, o gráfico acima apresenta a estimativa da evolução temporal da área glacial do país.

Compreendendo o período entre 1850 e 2017, o gráfico indica a área total de cada uma das 6 regiões de geleiras andinas presentes no país: as cadeias de montanhas El Cocuy ou Güicán e Santa Marta e os vulcões Ruiz, Santa Isabel, Tolima e Huila.

Estimou-se que a área glacial total da Colômbia se estendesse por 348,90 Km2 em 1850. Em 1958, a área total caiu para menos da metade, somando 108,39 km2. A tendência persistiu até 2017, quando a área glacial da Colômbia atingiu o mínimo já registrado – cerca de 37 Km2.

Devido ao aquecimento global, observa-se um processo global de retração de geleiras. Segundo o IDEAM, geleiras localizadas em zonas tropicais, como aquelas dos andes colombianos, são especialmente sensíveis. Elas devem ser monitoradas continuamente.

A área glacial da Colômbia diminui em uma taxa acelerada. O monitoramento do IDEAM mostra que, entre 2010 até meados de 2017, a área glacial nacional se reduziu em 18%.

Fonte e gráfico: IDEAM

%d blogueiros gostam disto: