Press "Enter" to skip to content

Gestão da água frente ao aquecimento global

A escassez hídrica e os conflitos pelo uso da água deverão se tornar mais comuns com o avanço do aquecimento global. No Brasil, será preciso desenvolver e implementar alternativas de gestão da água, em particular relacionada à implantação e operação de reservatórios.

O nordeste brasileiro oferece tanto exemplos de conflitos quanto oportunidades de desenvolver gestões melhor adaptadas à essa realidade, apontou estudo de pesquisadores de universidades brasileira e da Alemanha.

O contexto ao redor do mundo é de degradação dos recursos hídricos. Segundo o estudo, nas últimas décadas cresceram os problemas de acesso e disponibilidade da água. Em especial, devido à poluição crescente pelo lançamento de esgotos.

Nesse contexto, as mudanças climáticas consistem em uma nova ameaça, provocando impactos adicionais e trazendo incertezas.

Uma das intervenções mais comuns em recursos hídricos se dá por meio da implantação de reservatórios. Em geral, eles privilegiam usos como a geração de energia elétrica, o abastecimento ou o controle de cheias. Mas sua gestão deve considerar outros usos presentes em uma bacia hidrográfica. Por exemplo, a conservação dos ecossistemas aquáticos e o consumo ligado à  agropecuária.

A construção e a operação de reservatórios representam fontes potenciais de conflitos com outros usos da bacia hidrográfica. Para investigar os impactos de um reservatório e possíveis melhorias de seu gerenciamento em um futuro de aquecimento, foi escolhido o reservatório da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga – anteriormente chamada de UHE Itaparica.

Os pesquisadores compararam os impactos ambientais ambientais e sociais previstos no estudo ambiental da UHE e aqueles impactos efetivamente observados, 30 anos após sua construção. Eles também analisaram as dificuldades de governança e ações direcionadas à gestão da água do reservatório.

O estudo indicou que o estudo de impacto ambiental, elaborado quando da etapa de planejamento décadas atrás, não projetou todas as possíveis consequências da implantação da usina. Além disso, também não houve um planejamento adequado do gerenciamento dos recursos hídricos.

Com o passar dos anos, o uso da água do reservatório da UHE Luiz Gonzaga se tornou cada vez mais diferenciado. Passou a incorporar usos para abastecimento, irrigação, indústria, aquicultura e recreação.

Considerou-se ainda incipiente o sistema de gestão dos recursos hídricos no Brasil. Além de incompatibilidades entre questões administrativas e hidrológicas, há pouca coordenação entre as esferas federal, estadual, local e da bacia hidrográfica.

A eutrofização se mostrou como um dos principais problemas de qualidade da água da UHE Luiz Gonzaga. A eutrofização tem origem em um conjunto de fatores. A mudança do fluxo do rio pela formação do reservatório, bem como a inundação da vegetação e de solos ricos em nutrientes, criaram condições favoráveis à eutrofização.

A ocupação desordenada do entorno do reservatório representou outro fator contribuinte. De um lado, desenvolveu-se no local a atividade agrícola, cujos resíduos – por exemplo, fertilizantes – drenam para as águas do reservatório. A ocupação também implicou em aumento do lançamento de esgoto não tratado no lago.

Finalmente, a aquicultura passou a ser praticada no reservatório, trazendo impactos para a qualidade das águas.

Devido à contaminação difusa dentro da bacia de drenagem do reservatório, o estudo recomendou a adoção de medidas e tecnologias de controle. Entre elas, a reutilização da água, a instalação de sistemas de irrigação mais eficientes em termos de água consumida, o tratamento de efluentes, e a criação de uma zona de amortecimento no entorno, sem qualquer uso da terra.

Tomar essas medidas representam uma forma de adaptação às mudanças climáticas. As secas na região poderão se tornar mais frequentes e intensas. Assim, a importância da qualidade e da quantidade da água aumentará no futuro.

Mais informações: Marques, É. T., Gunkel, G., & Sobral, M. C. (2019). Management of Tropical River Basins and Reservoirs under Water Stress: Experiences from Northeast BrazilEnvironments6(6), 62.
Imagem: Wikipedia – UHE Luiz Gonzaga

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: