Press "Enter" to skip to content

Geoengenharia pode afetar a agricultura

Ações de geoengenharia para manipular a quantidade de radiação solar absorvida pelo planeta podem ter severas consequências sobre a produção de alimentos, apontou estudo de pesquisadores de universidades dos Estados Unidos.

A geoengenharia busca alternativas para evitar um nível perigoso de aquecimento global, que poderá ser causado pelo aumento das concentrações atmosféricas de gases de efeito estufa. Uma das alternativas propostas se inspirou nas grandes erupções vulcânicas.

Entre os gases e materiais emitidos durante a erupção de vulcões para a atmosfera, encontra-se uma grande quantidade de dióxido de enxofre. Esse microscópico aerossol permanece na atmosfera durante  certo período de tempo.

Uma de suas propriedades é a capacidade de refletir a luz solar de volta ao espaço, como se fossem minúsculos espelhos. Com isso, uma quantidade mentor de radiação é absorvida pelo planeta, gerando um ligeiro e momentâneo resfriamento do sistema climático.

Esse efeito foi verificado, por exemplo, em 1991, quando o monte Pinatubo, nas Filipinas, entrou em atividade após cerca de 500 anos adormecido. Estima-se que a explosão do Pinatubo tenha lançado 20 milhões de toneladas de dióxido de enxofre na atmosfera. O aerossol levou a temperatura média global a cair aproximadamente meio grau Celsius no ano seguinte à erupção.

Dessa forma, uma das propostas de geoengenharia sugere lançar na atmosfera, em larga escala, dióxido de enxofre, a fim de reproduzir os efeitos de uma erupção vulcânica. O objetivo do estudo foi avaliar se essa manipulação da quantidade de luz solar refletida pela atmosfera de volta ao espaço poderia ter impactos sobre o crescimento das plantas.

Os pesquisadores levantaram dados sobre a produção de milho, soja, arroz e trigo de 105 países entre 1979 e 2009. Eles analisaram também as observações de satélite das concentrações atmosféricas de aerossóis, investigando os impactos sobre o rendimento agrícola.

As informações foram utilizadas em um modelo climático para simular cenários de implantação de programas de geoengenharia em larga escala. Os resultados indicaram que quaisquer benefícios da redução da temperatura média global pela injeção de sulfato na atmosfera seria anulada pela baixa na produtividade agrícola. 

Os pesquisadores ressaltaram que o estudo não contemplou outros setores da economia e tampouco outras formas de geoengenharia. As incertezas relacionadas às alternativas e seus efeitos sociais e ecológicos ainda são altas, e pesquisas mais aprofundadas precisam ser realizadas.

O modo mais eficaz e seguro de se evitar impactos severos do aquecimento global continua sendo a redução em curto prazo das emissões de gases de efeito estufa.

O vídeo a seguir (em inglês) apresenta uma síntese do estudo e de seus resultados.

Fonte: Universidade de Berkeley

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: