Press "Enter" to skip to content

Extremos climáticos mais comuns no Brasil

Eventos climáticos extremos se tornaram mais comuns e frequentes no Brasil devido ao aquecimento global, aponta a reportagem da TV Canção Nova.

Em todo o centro e sul do país, as chuvas ficaram mais intensas. Um exemplo é a cidade de São Paulo. Até a década de 1950, episódios de chuva com mais de 50 mm ao longo de 24 horas eram raros. Agora se observam 7 episódios em média por ano.

No entanto, o volume anual de precipitação não se alterou. O padrão é que sofreu uma modificação, com eventos intensos mais comuns. As áreas urbanas consistem as mais afetadas pelos fenômenos climáticos.

Entre 2013 e 2017, a reportagem ressaltou que quase metade das cidades brasileiros experimentaram secas, alagamentos, enxurradas ou erosões.

Os modelos climáticos indicam que a tendência de aumento da frequência e intensidade dos eventos extremos continuará nas próximas décadas. Esse deverá ser o novo comum, e as cidades precisam se adaptar.

Fonte: TV Canção Nova

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: