Press "Enter" to skip to content

Experimento simples sobre o efeito estufa

Pesquisadores da Universidade de Lavras desenvolveram um experimento sobre o efeito estufa. O objetivo foi trabalhar com objetos do dia-a-dia, de modo a abordar assuntos e conceitos relacionados ao tema.

Os materiais a serem utilizados são:

  • luminária de escritório, com uma lâmpada de potência igual ou superior a 60W;
  • recipientes de vidro em formato de cúpula (tigelas de salada), de tamanhos diferentes – o menor deve caber dentro do maior;
  • termômetros;
  • solos com diferentes colorações, por exemplo, areia, terra de jardim, etc, ou então folhas de papel de cores diferentes – sendo pelo menos uma delas branca e outra preta ou marrom escuro.

Deve-se montar o aparato abaixo, composto por uma superfície – por exemplo, uma mesa -, a luminária de escritório, o recipiente de vidro e o termômetro.

Modelo do aparato utilizado no experimento. Fonte: figura 1 do artigo.

Deve-se solicitar aos participantes que tentem alterar a temperatura no interior do recipiente de vidro.

Há quatro principais alternativas para se interferir na temperatura. Pode-se intervir na luminária, movendo-a, de forma a simular diferenças na irradiação solar ao longo das estações do ano. Adicionar o recipiente de vidro maior sobre o menor, reproduzindo o aumento do efeito estufa.

Sobre o recipiente de vidro menor, pode-se colocar poeira ou areia, como se a concentração de aerossóis da atmosfera aumentasse. Finalmente, o tipo de material sobre o qual fica o recipiente de vidro pode ser trocado. Por exemplo, colocando papel branco em lugar do preto. Isso reproduz a diferença no albedo – a fração de luz solar absorvida ou refletida pela superfície.

Para cada uma das alternativas, é possível associar alguns dos conceitos ligados ao efeito estufa e ao aquecimento global.

Mais informações: Um experimento simples envolvendo conceitos referentes ao aquecimento global com possíveis aplicações nos contextos da divulgação científica e da educação ambiental
Imagem: adaptado da figura 2 do artigo

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: