Press "Enter" to skip to content

O Saara em expansão

Desde 1920, a área ocupada pelo deserto do Saara cresceu aproximadamente 10%. A conclusão é de estudo de pesquisadores da Austrália, que mediram ao longo de um século os limites do maior deserto de clima quente do mundo.

O Saara possui uma área similar a da China. Somente dois outros desertos superam o Saara em tamanho: a bacia do Ártico e o continente Antártico. Ambos são classificados como desertos de clima frio. Ele se estende do mediterrâneo até o Sahel, a zona semi-árida de transição para as savanas da África.

Segundo os pesquisadores, os desertos tendem a se formar nos subtrópicos por causa da circulação geral da atmosfera. No equador, o ar se aquece e sobe para a camada superior da atmosfera. Move-se em direção aos subtrópicos, refriando-se e tornando-se mais secos e densos. As massas de ar descem de volta à superfície na região dos subtrópicos.

Para o clima ser classificado como deserto, geralmente a precipitação média anual deve ser menor do que 100 milímetros. O estudo verificou os limites do deserto do Saara por meio da análise de dados de precipitação registrados em toda a África entre os anos de 1920 e 2013.

Através de métodos estatísticos, os pesquisadores puderam remover os efeitos de ciclos climáticos, como a Oscilação do Atlântico Norte ou a Oscilação Multidecadal do Pacífico, sobre o regime de chuvas do Saara e do Sahel. A partir daí, destacaram a influência do aquecimento global na precipitação e, consequentemente, na expansão do deserto.

Tanto os ciclos climáticos quanto o aquecimento global contribuíram para o crescimento do deserto.

O estudo identificou que o crescimento em 10% da área do Saara foi acompanhado por uma retração do Sahel. No centro da zona de transição do Sahel, o Lago Chade retrata bem as transformações em curso. O lago está secando, indicador de que a chuva na bacia de drenagem do Chade diminuiu.

Apesar de específicos para o Saara, os cientistas ressaltaram que outros desertos subtropicais do mundo também podem estar se expandindo.

 

Fonte: Universidade de Maryland
Imagem: Pixabay

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: