Press "Enter" to skip to content

Declínio de água de aquíferos ao redor do mundo

Em todo o mundo, os aquíferos de água que não drenam para o mar estão experimentando um declínio generalizado, identificou estudo de um time internacional de cientistas. O resultado foi um agravamento do estresse hídrico local e o aumento do nível médio do mar.

De acordo com um dos autores, nas bacias hidrográficas que não drenam diretamente para o mar, os recursos hídricos são bastante limitados.

O estudo utilizou observações de satélite de variações na gravidade em áreas dos continentes para calcular a quantidade de água presente. Desde o ano 2002, detectou-se que as bacias perdem cerca de 100 bilhões de toneladas de água por ano.

Verificou-se uma relação de longo prazo entre a quantidade de água armazenada nas bacias que não drenam para o oceano e algumas oscilações do sistema climático, em especial o El Niño e a La Niña.

Mas a perda de água identificada pelo estudo não esteve ligada a essas oscilações naturais. O estudo sugeriu que ela aponta para o grande potencial de impactos futuros dos usos da água por atividades humanas e das mudanças climáticas.

Além de elevar o estresse hídrico nas bacias, o declínio da água também contribui para elevar o nível médio do mar. Por meio da evaporação, a aguá migraria para bacias hidrográfica ligadas ao mar. E daí, seguiria para o oceano.

Estimou-se que durante os 14 anos do período analisado pelo estudo, entre 2002 e 2016, a perda de água levou a um aumento de 4 milímetros do nível médio do mar – cerca de 10% do total.

O vídeo acima traz uma animação dos resultados do estudo. O mapa apresenta a localização das bacias, com cores vermelhas indicando diminuição da água armazenada e cores azuis, aumento.

Na parte de baixo, o gráfico descreve a evolução da quantidade média de água armazenada em todas as bacias analisadas. As sombras azuis correspondem a anos de La Niña, enquanto que as cores vermelhas, anos de El Niño.

Fonte: Universidade do Estado do Kansas

%d blogueiros gostam disto: