Press "Enter" to skip to content

Chuva de um lado para o outro da Amazônia

A floresta amazônica possui a capacidade de influenciar o Tempo de modo a criar condições mais favoráveis. Mas essa influência é exercida principalmente por alguns trechos da floresta, para benefícios de outros, aponta estudo de uma equipe de pesquisadores de universidades da Alemanha e da Holanda.

A Amazônia apresenta uma das taxas mais altas de evaporação do mundo. Parte da água absorvida pelas raízes das árvores é liberada pelas folhas na forma de vapor. Com isso, a floresta contribui para a formação de chuvas na bacia amazônica.

O estudo investigou os fluxos de umidade na Amazônia de modo inovador. Adotando um alto detalhe espacial e temporal, os pesquisadores calcularam a transpiração local de vapor d’água de diferentes trechos da floresta. Depois identificaram como o vapor era transportado pela atmosfera.

Dessa forma, eles puderam mapear os pontos que mais contribuem na formação das chuvas e os trechos que são mais beneficiados por elas.

Foi constatado que a participação da floresta na precipitação era maior durante os períodos de seca. Segundo os pesquisadores, nesses períodos as árvores retiravam a água de camadas subterrâneas profundas do solo. Com isso, conseguiam manter a evaporação.

A floresta influencia o Tempo na região, liberando umidade para a atmosfera e aliviando o período de seca. Dessa forma, a Amazônia cria condições ambientais mais estáveis para o seu crescimento. Um trecho da floresta coopera com o outro, de forma a que a floresta se mantenha como um todo.

Os pesquisadores afirmaram que há inúmeras pesquisas a respeito dos efeitos locais do desmatamento da floresta. O estudo realizado por eles mostra, no entanto, que o desmatamento pode ter uma influência muito mais abrangente, de caráter regional.

Atualmente, o desmatamento se concentra na parte sul da floresta amazônica. Esse é um trecho identificado pelo estudo como fonte essencial de umidade para a atmosfera e, consequentemente, para o regime das chuvas. A perda da vegetação nesse trecho pode afetar toda a floresta.

Fonte: Universidade de Wagenigen
Imagem: Pixabay

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: