Press "Enter" to skip to content

Brasil pode deixar de ser uma potência agrícola

Caso o aquecimento global continue no ritmo atual, seus impactos poderão fazer com que o Brasil deixe de ser uma potência agrícola. O alerta foi dado por cientistas brasileiros durante reunião conjunta das Comissões de Relações Exteriores – CRE – e de Meio Ambiente – CMA – do congresso brasileiro.

Entre os indicadores dos efeitos do aquecimento no país, está a média de dias por ano com temperatura superior a 34º C – temperatura limite para diversos tipos de cultivo agrícola. Até a década de 1960, a quantidade de dias com temperatura média superior ficava abaixo de 30 dias por ano. O número passou para 60 dias por ano desde o ano 2000.

Uma das instituições que realiza pesquisa na área é a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. As projeções de cenários futuros de aquecimento global apontam para potenciais e severos impactos sobre esse setor da economia brasileira.

Um dos exemplos vem do norte da Bahia. Em função de secas extremas ocorridas recentemente, observaram-se na região os primeiros sinais de aridificação.

Vale ressaltar que, em um cenário nos quais as emissões humanas de gases de efeito estufa, a temperatura média global poderá subir 5º C até 2100. Além de eventos extremos mais intensos e frequente, o Brasil também enfrentará os impactos cada vez maiores do aumento do nível médio do mar – entre eles, dos processos erosivos costeiros.

A biodiversidade brasileira representa uma alternativa tanto de mitigação do quanto de adaptação ao aquecimento global e seus impactos. Para tanto, precisa ser valorizada e explorada de modo mais racional. Mas limitar o aquecimento exigirá modificações também no modo de vida e no comportamento da sociedade.

Fonte: Senado notícias

Informações científicas e recursos audiovisuais sobre o aquecimento global, o efeito estufa e as mudanças climáticas
%d blogueiros gostam disto: