Press "Enter" to skip to content

Aquecimento poderá impactar a fertilidade das espécies

A pesquisa a respeito das consequências do aquecimento global sobre a biodiversidade estão negligenciando um aspecto fundamental. A maioria dos dados disponíveis aborda o limite térmico crítico, que representa a temperatura a partir da qual as espécies passam a sofrer limitações ou morrem.

No entanto, o aumento das temperaturas também poderá afetar a fertilidade de algumas espécies, alertou artigo de cientistas de universidades da Austrália, Suécia e Reino Unido. Ao negligenciar os efeitos sobre a fertilidade, as projeções podem subestimar os impactos na sobrevivência das espécies.

O artigo ressaltou que um grande número de animais, plantas e fungos são vulneráveis à perda de fertilidade induzida pelo clima. Entre eles, espécies de animais de sangue frio e de plantas aquáticas. Os problemas de fertilidade começam a partir de temperaturas mais baixas do que as do limite térmico crítico.

Isso significa que a avaliação de impactos baseadas somente no aumento das temperaturas até o limite térmico crítico deixam de considerar a deterioração da taxa de fertilidade.

Apesar da importância para os organismos, os cientistas apontaram a abrangente lacuna de informação sobre os impactos do aquecimento global na fertilidade. Ainda se faz necessário identificar os grupos e espécies sob maior risco, as implicações para a abundância e viabilidade das populações, entre outras questões.

Nesse sentido, o artigo propôs um esforço de pesquisa global com o objetivo de investigar o limite térmico de fertilidade das espécies. Esse limite corresponderia ao aumento da temperatura a partir do qual os organismos passariam a enfrentar limitações reprodutivas.

Por meio de uma avaliação no qual os limites térmicos crítico e de fertilidade são conjuntamente discutidos, será possível aprimorar as projeções de impacto na biodiversidade do planeta. E, com isso, planejar programas de conservação adequados.

Fonte: Universidade de Liverpool
Imagem: Unsplash Lewis Roberts

%d blogueiros gostam disto: