Press "Enter" to skip to content

A calota polar de Laurentide

Produzido pela Universidade do Colorado, a animação acima reproduz a extensão da calota polar de Laurentide, durante o último período glacial, e seu derretimento.

A calota polar de Laurentide era formada por um complexo de geleiras que ocupou grande parte do norte da América do Norte durante os últimos 100 mil anos. Ela se estendia da margem leste da  cordilheira Canadense, a oeste, até a costa atlântica e a plataforma continental a leste. Chegava até o centro-oeste dos Estados Unidos.

Esse imenso corpo de gelo exerceu profunda influência, entre outros, no sistema climático, nos ecossistemas e nos oceanos. Criava condições permanentes de ar ártico nas latitudes médias da América do Norte. A calota polar moveu o bioma da tundra para o meio dos Estados Unidos, mais ao sul.

O volume de água armazenado em Laurentide foi suficiente para reduzir o nível do mar entre 40 a 55 metros. O gelo marinho se moveu de sua posição atual, perto da ponta norte da Groenlândia, em direção ao sul e para a Islândia.

Estimou-se que a calota polar de Laurentide pode ter representado aproximadamente 35% do volume de gelo do mundo no auge da última glaciação. Quando o ciclo glacial chegou ao fim, entre 60% e 70% de todo o gelo derretido foi proveniente do colapso total de Laurentide.

Fonte: texto baseado em Introduction : The Laurentide Ice Sheet and its Significance e vídeo de CSDMS

%d blogueiros gostam disto: