Press "Enter" to skip to content

Aquecimento pode elevar a evaporação dos lagos

O aquecimento global causa a alteração de diversos componentes e elementos do sistema climático. Um deles são os sistemas de águas doces superficiais. No caso dos lagos, o aquecimento poderá aumentar a evaporação em 16% até 2100, aponta estudo de pesquisadores da China e dos Estados Unidos.

Compreender a respostas dos sistemas de águas superficiais, incluindo os lagos, ao aquecimento global é fundamental para projetar mudanças hidrológicas futuras, apontaram os pesquisadores. Por exemplo, o aumento da evaporação poderá causar eventos mais intensos de precipitação.

O estudo se baseou em um modelo computacional que reproduzia a interação entre os grandes lagos do mundo e a atmosfera. Foram simuladas condições ambientais em um cenário de altas emissões de gases de efeito estufa até o ano de 2100.

Anteriormente, acreditava-se que o principal fator de influência na taxa de evaporação dos lagos era a radiação solar. O estudo mostrou, no entanto, que outros aspectos contribuem significativamente para que a evaporação aconteça,  levando à aceleração devido ao aquecimento.

Um deles é a cobertura de gelo. Aproximadamente 85% dos lagos do mundo, estimados em 250.000, ficam localizados em regiões de latitudes médias e altas. Dessa forma, a superfície dos lagos congela durante um período do ano.

O aquecimento reduziria a duração de tempo em que a superfície dos lagos permanece congelada. Em consequência, as águas, sem o isolamento proporcionado pelo gelo, absorvem uma quantidade maior de energia solar, que poderia ser utilizada no processo de evaporação. 

O aumento da temperatura também exerce importante influência. Em baixas altitudes, os lagos tender a se aquecer mais lentamente que o ar. A superfície da água perde menor energia para a atmosfera, que, por sua vez, pode ser utilizada para a evaporação.

O efeito contrário ocorre em altas latitudes, onde os lagos tendem a se aquecer mais rapidamente que o ar.

O derretimento da neve e do gelo representa outro fator apontado pelo estudo. Nas regiões frias e polares, o degelo é o segundo maior contribuinte para o aumento da evaporação dos lagos.

O aumento da taxa de evaporação tem o potencial de influenciar o regime de chuvas de algumas regiões. Com uma maior quantidade de umidade no ar, o regime de precipitação se tornará mais intenso.

Em regiões mais secas, os pesquisadores alertam que o aumento da evaporação dos lagos pode ser ainda maior, com significativas implicações para a gestão das águas. O maior potencial de evaporação introduz incerteza quanto ao armazenamento de água em lagos. A conservação dos recursos hídricos em áreas secas seria cada vez mais importante, para atender aos usos múltiplos.

Fonte: Universidade de Yale
Imagem: Unsplash/ Harsh Jain

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: