Press "Enter" to skip to content

As áreas úmidas essenciais no combate ao aquecimento

A conservação de regiões pantanosas e úmidas é importante para limitar as emissões de gases de efeito estufa. Contudo, aponta estudo de pesquisadores do Canadá e dos Estados Unidos, essas regiões raramente são consideradas em políticas climáticas.

Zonas úmidas de águas salgadas ou doces são responsáveis por grande quantidade do carbono sequestrado da atmosfera por ecossistemas terrestres. Elas também podem amortecer as consequências do aquecimento global. contribuindo para a adaptação e para a resiliência.

Entre as áreas úmidas de água doce, incluem-se, entre outras, regiões de solos congelados e uma variedade de ecossistemas constituídos por plantas herbáceas, arbustos ou árvores. Zonas húmidas de água salgada se localizam nas costas, abrangendo salinas, mangues e tapetes de ervas marinhas.

De acordo com o estudo, áreas úmidas de solos congelados do hemisfério norte e tropicais armazenam mais de 600 petagramas de carbono. Isso corresponde a mais de dois terços do total de carbono presente na atmosfera, e quase a mesma quantidade presente na biomassa florestal global.

Os impactos do aquecimento global dependerão de alterações na saturação de água dos solos, na hidrologia e na temperatura. As zonas úmidas também são vulneráveis à alterações no uso e ocupação do solo causadas por atividades humanas. Essas mudanças interferem no sequestro de carbono e suas características estarão associadas, em geral, à condições locais.

Para alcançar as metas do acordo climático de Paris, além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, será necessário remover o CO2 da atmosfera. Mas o estudo alerta que os gestores e formuladores de políticas não estão cientes do importante papel das áreas úmidas.

A questão do aquecimento global e das mudanças climáticas constitui uma questão global. As áreas úmidas são locais e requerem proteção ou restauração em escalas regionais. Sem a conservação das áreas úmidas, as metas do acordo climático de Paris podem ser inviabilizadas. Como solução, o estudo recomenda a implementação de políticas específica, em escalas apropriadas.

Mais informações: Wetlands In a Changing Climate: Science, Policy and Management
Imagem: Pixabay

%d blogueiros gostam disto: