Press "Enter" to skip to content

China lidera em energia solar

Em 2017, os investimentos mundiais na implantação de capacidade instalada de energia solar superaram a de outras alternativas, diz relatório de um grupo de instituições internacionais, entre elas o programa das Nações Unidas para o meio ambiente.

Ao todo, US$ 160,8 bilhões foram investidos em tecnologia solar, instalando-se um total de 98 gigawatts de energia. 

Segundo o relatório, nos últimos anos a implantação das fontes alternativas tem sido motivada pela queda no preço. Em 2017, bateu-se o recorde de 157 gigawatts de energia renovável comissionados, mais que o dobro do total de capacidade adicionada de fontes baseadas em combustíveis fósseis.

O motor por trás da expansão registrada no ano passado foi a China. O país respondeu sozinho por 53 gigawatts de potência instalada de energia total e por investimentos de US$ 86,5 bilhões.

Por outro lado, países que deveriam estar comprometidos com a redução da energia de combustíveis fósseis viram o investimento em energia renovável diminuir em 2017. Foi o caso dos Estados Unidos, da Alemanha, do Reino Unido e do Japão.

Entre 2007 e 2017, os investimentos globais em energia renovável somaram US$ 2,7 trilhões. A proporção mundial de eletricidade produzida por esse tipo de fonte subiu de 5,2% para 12,1% por cento.

Está, porém, muito aquém do necessário para cumprir as metas do acordo climático de Paris.

Fonte: Nações Unidas
Imagem: Unsplash/ Mark Merner

Comments are closed.